sexta-feira, 10 de maio de 2013

NUTRIÇÃO DE GAVETA

Toda terça feira às 14:00hs nos encontramos no ambulatório, onde quem reina são os psiquiatras e os psicólogos.
E a Nutrição, e a Educação Nutricional, aonde ficam?
Guardadas na gaveta, assim como suas dietas antigas e arcaícas que funcionam muito bem presas na geladeira.
Então,  como o incômodo era grande de vê um lugar que clama pela saúde e pela qualidade de vida sem um profissional Nutricionista, que domina como ninguém os alimentos e suas funções, me convidei para fazer parte do grupo de psicologia e dar um colorido na assistência com os nossos alimentos fonte.
Com a proposta de trocar e compartilhar com os usuários a base da alimentação saudável e seus benefícios, através de ações educativas, dinâmicas e avaliações, comecei o trabalho com uma equipe de estagiárias bem comprometida.
Depois de oito meses de trabalho posso dizer que tenho um excelente caso de sucesso: A paciente mudou o hábito alimentar, se reeducou e agora  lê sobre qualidade de vida e aplica no seu dia-a-dia e como consequência emagreceu 12 Kg.
Tem um grupo de simpatizantes que nos escuta com entusiasmo e o grupo que insiste em perguntar do papel do que comer.
"Mas a Dr. não vai dar uma lista igual à Nutricionista do posto?".
Não, definitivamente não dou lista. Não faço panfletagem. Não sou Nutricionista de gaveta.
Para mim, cada um é um nesse mundo com milhões de escolhas e milhões de possibilidades.
Encontre a sua e seja feliz e saudável.

Mariana Zogaib
CRN-4-10101434.

Um comentário: